Jesus salva e transforma vidas

Um conhecido humanista ateu inglês visitou Fidji, pois sabia o que tinha sido aquela ilha, viu a transformação que nela se operara, mas não cria em Deus ou em Jesus, que fora o Autor dessa transformação. Disse a um velho chefe, que tinha a aparência de muito civilizado e respeitável:

– Você é um grande chefe, e é uma lástima que seja tão tolo que tenha dado ouvidos aos missionários, que só enganaram vocês. Hoje em dia, ninguém mais acredita naquele velho livro que chamam Bíblia; tampouco acreditam naquela história acerca de Jesus Cristo. Hoje, o povo tem mais conhecimentos, e eu tenho pena de vocês.

Os olhos do velho brilharam, e ele respondeu:

– O senhor vê aquele grande forno ali adiante? Nós matamos e assamos nele muitas pessoas para servi-las em nossos banquetes. Se não fossem esses bons missionários, e aquele velho Livro, e Jesus Cristo, que nos transformou de selvagens em filhos de Deus, o senhor seria morto e torrado naquele forno, e em três tempos nos banquetearíamos com o seu corpo gordo. Escapou por um triz não, pelo Cristo!

Ainda hoje, mais e mais vidas são transformadas, milhões de pessoas se convertem a Cristo e têm suas vidas completamente mudadas. Esta é uma evidência de que o Evangelho é verdadeiro. Se alguém perguntar “por quê?”, lhe direi com certeza: É porque realmente funciona!

O Espírito Santo tem sido atuante no trabalho sobrenatural de transformação dos corações humanos. O Evangelho de Cristo tem feito mais pela humanidade que qualquer outro evento ou mensagem. Se preferirem colocar o assunto em termos econômicos, podemos afirmar: Jesus Cristo transforma passivos sociais em ativos sociais: bêbados em sóbrios, drogados em justos, corruptos em virtuosos, religiosos em discípulos, pecadores em santos.

A história da Igreja apresenta uma longa lista de pessoas cujos corações foram transformados por Jesus: Simão Pedro era um homem impulsivo, cujo caráter o fazia habitualmente agir antes de pensar. Jesus o transformou em um líder cristão equilibrado e santo.

Os dois irmãos, Tiago e João, apelidados de “filhos do trovão” por causa de seus temperamentos explosivos, Jesus os transformou em discípulos verdadeiramente amorosos.

A excluída prostituta Maria Madalena, que em nenhum lugar teria vez, ao encontrar-se com Cristo tornou-se uma nova mulher, depois que Jesus expulsou dela sete demônios (Lc 8.2). Ironia da história, esta nova mulher teve o privilégio de ser a primeira a ver Jesus ressuscitado.

Zaqueu, um odiado publicano, tido como traidor do povo, foi surpreendido porque Jesus queria hospedar-se em sua casa, quando então ouviu a mensagem do Senhor. Sua vida foi transformada, ele resolveu doar metade de seus bens aos pobres e passou a seguir a Cristo.

Em Gadara, na Galileia, havia um homem endemoninhado que vivia entre as tumbas de um cemitério. Era tão violento que regularmente quebrava as correntes com as quais tentavam detê-lo. Mas quando Jesus o encontrou, toda a sua vida foi restaurada e ele se tornou um pregador para dez cidades.

O grande perseguidor da Igreja nascente, Saulo de Tarso, era um religioso radical e cumpridor de seus deveres. Um dia, certo de estar prestando um favor a Deus por perseguir os primeiros cristãos, Saulo teve um encontro com Jesus que transformou sua vida. Então, ele passou de notável “esmagador de cristãos” para o maior e mais expressivo apóstolo de todos os tempos.

Jesus transforma vidas! Do impulsivo Pedro à prostituta Madalena, do corrupto Zaqueu aos intempestivos Tiago e João, assim como o proscrito gadareno; sim, todos foram transformados para viverem uma nova vida. Pois Jesus disse: “Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância”. Não é só vida, mas vida que transborda para abençoar e transformar outras vidas.

Agradeço a Jesus por ter salvo e transformado minha vida. E, estou certo, Ele pode salvar e transformar igualmente a sua vida! Amém!

Pr. Samuel Câmara

Pastor da Assembleia de Deus em Belém

Deixe um comentário