Esperar no Senhor é viver

Talvez, agora mesmo, você esteja enfrentando problemas aparentemente insolúveis em sua vida. Seu chefe está dificultando a sua vida? As dívidas estão se acumulando? O aluguel está subindo mais que sua renda? A saúde está precária e o futuro parece incerto? Sua família parece que vai desintegrar-se? Os inimigos se levantam sem motivo?

De que você precisa? A quem buscar por ajuda? O que esperar da vida? Em quem esperar para viabilizar uma solução? Onde achar esperança?

Passar por problemas e dificuldades não é privilégio de pobres. Graças a Deus por isso. As necessidades batem às portas de todos, uns mais outros menos.

Davi, o grande rei de Israel, por exemplo, enfrentou muitas dificuldades em sua vida, e muitas vezes só lhe restavam desesperança e abandono. Mas ele fazia uma coisa: clamava ao Senhor Deus. Vez após outra o Senhor o livrou das aflições. Eis o seu testemunho: “Busquei o Senhor, e ele me acolheu; livrou-me de todos os meus temores”. Debaixo da autoridade dessa frutífera experiência, ele convida a todos: “Contemplai-o e sereis iluminados, e o vosso rosto jamais sofrerá vexame. Clamou este aflito, e o Senhor o ouviu e o livrou de todas as suas tribulações. Oh! Provai e vede que o Senhor é bom; bem-aventurado o homem que nele se refugia” (Sl 34.4-8). Davi testificou cheio de expectativa: “Espera pelo Senhor, tem bom ânimo, e fortifique-se o teu coração; espera, pois, pelo Senhor” (Sl 27.7,14).

Por que buscar e esperar no Senhor? Porque Deus é especialista em socorrer os necessitados que a Ele recorrem. Quando o povo de Israel estava aparentemente perdido, Ele abriu o Mar Vermelho diante deles. Daniel foi protegido quando estava na cova dos leões. Paulo e Silas foram libertados da prisão (Leia Ex 14.10-31; Dn 6.10-23; At 16.25-40). A Bíblia narra inúmeros outros exemplos do socorro de Deus aos necessitados que o buscaram e esperaram nele.

Às vezes o Senhor remove logo a tribulação; outras vezes, não. Todavia, sempre Ele nos sustenta em todas as dificuldades com Sua graça e paz que excedem a todo entendimento. Ele nos mostra o caminho a seguir. A nossa parte é simplesmente clamar a Deus, na certeza de fé que Ele sempre nos ouvirá e virá ao nosso encontro, pois é “o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na tribulação” (Sl 46.1).

Lembro-me da singela história de um grupo de soldados crentes em Jesus que se reunia regularmente para realizar estudos bíblicos para membros das forças armadas. Numa dessas reuniões, um oficial da reserva, já idoso, fora convidado a dar o seu testemunho pessoal sobre a fidelidade de Deus em sua vida.

Falando de sua experiência, ele disse: “Rapazes, eu tenho seguido o Senhor por muitos anos. Aprendi que sempre que passo por problemas e me volto para o Senhor, Ele me dá vitória. Um cético uma vez me desafiou, dizendo que cedo ou tarde eu teria de enfrentar uma situação tão complicada que nem mesmo Deus seria capaz de me ajudar. Ele acrescentou que era só eu esperar”. Depois de uma pausa, aquele oficial disse aos soldados: “Muitos anos e muitos problemas já se passaram desde então, e sabem de uma coisa? Eu continuo esperando… porque o Senhor, de quem sou e a quem sirvo, nunca falha! A minha tarefa é tão somente clamar a Deus, e Ele em momento algum me desamparou. E, acredito piamente, Ele jamais me desapontará. A fidelidade do Senhor é o sustentáculo da minha vida!”

Se a vida parece estar se fechando diante de você, não se desespere! Clame a Deus, confie e espere nele! Ele prometeu abrir uma porta, dar uma solução, mostrar um caminho, levar a bom termo a sua jornada. Apenas espere no Senhor, pois esperar no Senhor é viver!

Samuel Câmara
Pastor da Assembleia de Deus em Belém

Deixe um comentário